CURSOS UNIDADES QUERO DESCONTO

FANPEOPLE

Você sabe o que são batalhas de robôs?

Você sabe o que são batalhas de robôs?

Que tal conhecer um pouco sobre as batalhas de robôs? Cada vez mais populares no Brasil, são competições em que duas máquinas se enfrentam. Confira!

postado 09 de mar de 2017

Ficando cada vez mais popular no Brasil, as batalhas de robôs são competições em que duas ou mais máquinas se enfrentam em um campo de batalha, até restar apenas uma funcionando. E para isso, diversos técnicas envolvendo as mais diversas áreas da robótica são utilizadas.

Na maior parte dos casos, essas competições envolvem veículos de controle remoto e não propriamente robôs autônomos. Esses combates fazem tanto sucesso nos Estados Unidos que são televisionados e têm direito a campeonatos, patrocínio e até mesmo comentaristas profissionais.

E o desenvolvimento desses robôs não é feito apenas por grandes engenheiros ou empresas especializadas: existem diversos campeonatos alternativos, que admitem a inscrição de pessoas das mais diversas idades e profissões. O mais interessante por trás das batalhas de robôs é a resolução de problemas, o pensamento lógico e a utilização inteligente de informações sobre os oponentes e a arena envolvida. Ou seja, qualquer pessoa tem a capacidade de aprender a fabricar robôs e participar de competições.

Surgimento das batalhas de robôs

Organizada pela “Denver Mad Scientists Society”, a primeira competição envolvendo uma batalha de robôs aconteceu no ano de 1989, na convenção de ficção científica MileHiCon em Denver. Foi a primeira a envolver um prêmio e um vencedor oficial.

A regra era de que nenhum dos robôs tivesse mais que 9 quilos e suas dimensões não ultrapassassem 30 centímetros. Entretanto, dispositivos e anexos poderiam ultrapassar essas medidas. A Robot Wars foi a primeira competição do tipo a ser televisionada. Veiculada na BBC, no Reino Unido, ela fez bastante sucesso entre 1998 e 2004 e deu espaço ao surgimento de mais transmissões do tipo para a TV.

Categorias de peso e restrições de construção

As primeiras competições não utilizavam um sistema de categorias de peso, o que podia deixá-las bastante injustas. Com essa determinação, a tarefa das equipes e pessoas que costumam participar dessas competições é colocar o máximo de potência no mínimo peso possível.

Há diversas categorias de batalhas, que vão desde Nanoweight, com um máximo de 25 gramas, até Super Heavyweight, com um máximo de 154 kg. Cada competição traz suas particularidades e definições, mas a maioria delas também coloca regras sobre o tipo de materiais e pressões usadas em sistemas hidráulicos ou pneumáticos. Algumas técnicas são banidas, tanto por serem perigosas ou desinteressantes.

Tipos de armas e movimentação

Todas essas competições são baseadas em uma maneira de desabilitar o oponente, e para isso são usados os mais diversos tipos de equipamentos para atacar, controlar e se proteger. Existem dezenas de armas e combinações diferentes.

Profissionais em mecânica, eletrônica e programação se reúnem em equipes, estudando os mais diversos aspectos para apresentar o melhor resultado possível. O tipo de material usado é sempre um ponto importante, já que é necessário levar em conta não somente a força, mas também a viabilidade através de relações entre resistência e peso, comportamento em situações adversas, entre outras coisas.

Existem diversas técnicas de ataque nas batalhas de robôs, cada uma com suas vantagens e desvantagens. Martelos, por exemplo, podem danificar ou imobilizar componentes, mas podem causar diminuição em sua armadura devido ao peso excessivo transferido para o dispositivo. Já os “Wedges” são rampas acopladas ao dispositivo que têm características defensivas, mas podem ser usadas para fazer o oponente perder contato com a arena, empurrando-o com facilidade.

A movimentação é uma parte importantíssima de uma batalha de robôs, podendo ser feita de diferentes modos. Apesar de ser muito mais comum a utilização de rodas, existem maneiras não-usuais de se movimentar pela arena: rodas magnéticas podem ser muito úteis para aumentar a tração sem a adição de peso em arenas com chão metálico. Outros robôs utilizam mecânicas de caminhada, ganhando vantagem através das regras de competição, que permitem a adição de mais peso em robôs que utilizam uma movimentação com pernas.

Diversas tecnologias deram espaço para o aparecimento de muitas maneiras criativas de se movimentar pela arena nas grandes competições, desde a utilização de giroscópios e esteiras de tanque até balões e rodas especiais que permitem ao robô andar de lado.

A robótica é perfeita para curiosos!

Aliando pessoas de diversas áreas, as batalhas de robôs são sempre uma ótima oportunidade de se divertir e aprender novos conceitos tecnológicos. Resolver problemas, ter um raciocínio lógico e pesar pontos positivos e negativos são coisas que fazem parte do processo de se participar de competições do tipo.

O curso de robótica na People tem como um dos objetivos fazer com que o aluno tenha a habilidade de construir, gerenciar, controlar, mover e conduzir um robô para que ele seja desenvolvido e programe suas funções por meio de cálculos.

Você tem interesse em robótica e quer a oportunidade de aprender sobre os conceitos envolvidos no desenvolvimento de robôs para uma batalha? Venha para a People! Conheça o curso de Robótica e dê o primeiro passo para seguir a carreira que você realmente gosta!

COMENTÁRIOS

Seja o primeiro a deixar um comentário

©People. Todos os direitos reservados.
Avenida Bady Bassit, 4960 São José do Rio Preto - SP
©People. Todos os direitos reservados.
Avenida Bady Bassit, 4960 São José do Rio Preto - SP
©People. Todos os direitos reservados.
Avenida Bady Bassit, 4960 São José do Rio Preto - SP
Move Edu
Move Edu