CURSOS UNIDADES QUERO DESCONTO

FANPEOPLE

Cultura Maker: O que é, qual a sua importância e como aplicá-la?

Já ouviu falar sobre Cultura Maker? O movimento que se tornou conhecido no século XXI mostra que as pessoas querem ser autoras de soluções personaliza

postado 17 de jun de 2021

Já ouviu falar do termo Cultura Maker? Não? 
 

Nós garantimos que você já ouviu sim, mas de maneiras diferentes, como o famoso “faça você mesmo” ou até aquele que a gente ouve bastante dos pais “colocar a mão na massa”.
 

O movimento Cultura Maker que se tornou conhecido no século XXI mostra que as pessoas querem ser autoras de soluções personalizadas e criativas.
 

Com isso há um crescimento grande e que não para, ainda mais com inovação, sustentabilidade e tecnologia em alta, isso só ajuda para que esse movimento tenha destaque. 
 

Mas acredita-se que o movimento surgiu entre os anos 60 e 70 em tempos de pós-guerra, onde a mão de obra faltava e quando achava era muito cara, com isso não restaram alternativas às pessoas da Europa que não fosse botar a mão na massa e dar vida às coisas que precisavam. 

A Cultura Maker está diretamente ligada à educação e pode ser aplicada em inúmeros cenários. E aí, preparado para mergulhar nesse universo? Então vamos continuar, vem com a gente.


Mas e aí, o que é Cultura Maker?
 

O conceito principal dessa cultura é sobre as pessoas terem as ferramentas e os conhecimentos certos para poder criar a solução que precisam.

E o que tem gerado esse crescimento? Simples essa, as novas tecnologias disponíveis, como:
 

  • Impressora 3D;
  • Máquinas de corte a laser;
  • Kits de robótica;
  • Acesso fácil e integral a internet.
     

Dessa maneira com essas ferramentas e conhecimentos tudo que você se proporcionar a fazer ou que quer fazer se torna mais próximo da realidade.
 

E qual a importância da Cultura Maker para a sociedade?

Post-is com imagem  de um mega fone, escrito be proative e alguns papéis amassados para simbolizar que foi feito muitos testes.

O movimento faz com que as pessoas se tornem mais proativas, autônomas e capacitadas, ou seja, se tornam cada vez menos dependentes de terceiros, já que elas mesmo produzem e acham a solução para o problema.
 

Esse crescimento só traz vantagens para crianças e adolescentes, pois não ficam dependendo de pais, professores ou responsáveis para resolverem algum problema, eles vão lá e buscam a melhor solução.
 

Em um outro artigo citamos detalhadamente as 5 coisas necessárias que você precisa saber para se tornar um Maker, então aqui só vamos falar em tópicos esse itens: 
 

1 - Robótica;

2 - Programação;

3 - Entender de tecnologia;

4 - Saber utilizar ferramentas;

5 - Desenvolver ideias e projetos.
 

Cada vez mais a Cultura Maker está sendo aplicada na educação através de atividades práticas onde é trabalhada a proatividade, criatividade e muitas outras habilidades que são importantes para o desenvolvimento. 
 

Sabe quando aparece a feira de ciência em filmes americanos? Então, isso é um ótimo exemplo da Cultura Maker, onde as ideias e criatividade podem ser livres.
 

Ficou alguma dúvida? Deixa nos comentários. Se interessou e quer ingressar com tudo nesse movimento que cresce cada vez mais? 
 

Venha para a People, cadastre-se agora e ganhe um desconto mais que especial para virar um Maker, afinal tecnologia é People.

COMENTÁRIOS

Seja o primeiro a deixar um comentário

Mais Vistas

©People. Todos os direitos reservados.
Avenida Bady Bassit, 4960 São José do Rio Preto - SP   |   (17) 3214-8699
©People. Todos os direitos reservados.
Avenida Bady Bassit, 4960 São José do Rio Preto - SP   |   (17) 3214-8699
©People. Todos os direitos reservados.
Avenida Bady Bassit, 4960 São José do Rio Preto - SP   |   (17) 3214-8699
Move Edu
Move Edu