CURSOS UNIDADES QUERO DESCONTO

FANPEOPLE

Quanto tempo leva para desenvolver um aplicativo?

Conheça as etapas envolvidas na criação de um app e tire suas ideias do papel.

postado 14 de mar de 2019

Criar um novo aplicativo não é uma tarefa fácil. Além de entender um pouquinho de programação, um bom desenvolvedor de apps precisa estar pronto para realizar pesquisas de mercado, lapidar boas ideias e realizar o design do seu projeto da maneira mais eficiente possível, sempre pensando no usuário e nas suas necessidades.

Logo, não há dúvidas de que existem muitas etapas entre o pontapé inicial e o lançamento do app. Mas se você está pensando em transformar as suas ideias em um projeto viável, nós explicamos como os seus planos devem ser estruturados para que você não deixe nenhum detalhe passar e seu aplicativo se torne um sucesso. Quanto tempo será que todo esse processo demora? Acompanhe e descubra!

Tenha uma boa ideia

Todos os dias, milhares de novos aplicativos chegam à Apple Store ou ao Google Play, principais plataformas on-line para download de aplicativos. Nos mais variados segmentos, é possível encontrar inúmeras opções de jogos, apps voltados para a produtividade, novas redes sociais e até mesmo editores de fotografia e vídeo. Mas em meio a tantas opções, como se destacar?

O primeiro passo para criar um aplicativo é ir além de ter uma boa ideia. É necessário entender qual é o segmento no qual você pretende atuar e, na sequência, explorar um pouquinho quem são os seus concorrentes. Por isso, uma boa pesquisa de mercado é fundamental antes de qualquer decisão prática sobre o projeto. Conheça os apps que desempenham papéis semelhantes ao do seu projeto e entenda quais são seus pontos fracos e fortes. Outra questão imprescindível é conhecer o seu público-alvo e seus hábitos de consumo, traçando percepções sobre qual a relação que ele pode (ou não) desempenhar com seu app.

Daqui, deve nascer um brainstorming! Use todas as descobertas e novas informações a seu favor e perceba em que pontos você pode melhorar ou até mesmo expandir suas ideias. Assim será possível minimizar alguns erros e trazer maior qualidade ao projeto. Até mesmo ideias inovadoras precisam de planejamento, certo? :)

Desenhe o wireframe

Depois de perceber as melhores maneiras para adaptar a sua ideia, é hora de pensar na “carinha” do seu aplicativo. Pegue uma caneta e alguns papéis, e comece a rascunhar as telas do seu projeto. Essa etapa pode soar um pouquinho boba a princípio, mas ela é extremamente importante. Aqui você irá desenhar os “caminhos” que o usuário irá percorrer dentro do seu app. Será possível identificar as telas necessárias, bem como os recursos fundamentais do seu projeto - e quais deles podem ser facilmente adaptados ou até mesmo excluídos do plano inicial. Esse pequeno “labirinto” irá clarear as ideias e ajudar você a colocá-las em ordem, entendendo também quais serão as necessidades técnicas do seu app e quanto deverá ser investido nessa questão.

Desenvolva seu app

Agora é a hora dos desenvolvedores entrarem em ação! Na fase de desenvolvimento, é necessário configurar questões como armazenamento, banco de dados, APIs e servidores, sempre levando em consideração o backend que será envolvido para colocar o app no ar. Nessa fase, os esforços estarão concentrados em construir a arquitetura do projeto, OK?

Ainda, é fundamental ter em mente para qual plataforma você está desenvolvendo o seu aplicativo - é importante definir se ele será lançado na Apple Store, no Google Play ou em ambas as lojas. Também é conveniente dedicar um tempinho para se questionar sobre os aspectos que você deseja incluir no projeto, mas que podem não ser muito bem recebidos em uma grande quantidade de smartphones.

Teste o tempo todo

Depois de desenvolver as principais funções do seu aplicativo, é hora de garantir que ele está funcionando da maneira desejada; afinal, os testes são fundamentais para ter certeza de que seu app estará “redondinho” quando for lançado. Por isso, não tenha medo: a ideia é forçar o aplicativo para encontrar possíveis falhas ou bugs mais sérios no desenvolvimento. Entendendo quais são seus “buracos”, você poderá corrigi-los ou repensá-los da melhor maneira possível.

Não se esqueça do design

É claro que você precisará colocar os seus dons artísticos em exercício para desenvolver um app. Pensar na identidade visual do seu projeto é essencial para garantir a ele unidade e destaque aos olhos do usuário. Aqui vale relembrar a importância do processo de pesquisa: entenda quais são as estratégias do seu concorrente, perceba aquelas que funcionam ou não e adapte ao conceito da sua marca de maneira orgânica. Seja criativo e lembre-se de que é necessário sempre pautar as suas decisões, por menores que sejam, na experiência que elas podem trazer ao usuário.

Por isso, também é interessante pedir uma ajudinha para alguns designers, profissionais que podem auxiliar em questões técnicas e ajudar a encontrar o “estilo” do seu app. O mesmo é válido para os UX e UI designers, profissionais com a bagagem necessária para aprimorar ao máximo a experiência do seu usuário.

Faça os ajustes finais… e lance!

Por fim, revise o seu aplicativo e realize os últimos testes. Antes de colocá-lo no mercado, é interessante fazer algumas pesquisas por amostragem e consultar algumas pessoas que se encaixam no seu público-alvo, compreendendo seus apontamentos ou sugestões para dar os toques finais ao projeto.

E pronto, é hora de lançar! Encontre estratégias de divulgação que ajudem o seu app a chegar ao maior número de usuários possível. Nesse ponto, é importante ter em mente que as reações dos usuários podem impactar o seu projeto negativamente, por isso esteja atento a todas as possíveis falhas antes de liberá-lo nas lojas on-line. Além disso, é super válido manter-se atento às colocações dos usuários e levar as suas considerações em conta, adaptando o aplicativo aos poucos e solucionando os problemas que podem aparecer pelo caminho.

Apesar de soar um pouquinho complicado, o desenvolvimento de um novo app é um processo constante e repetitivo. Mas não deixe de estar atento! Um detalhe importante pode ser o diferencial do seu projeto - ou então transformá-lo em uma ideia cuja execução não trará nenhum fruto. Logo, nós não podemos afirmar com propriedade quanto tempo o processo de criação pode demorar; afinal, essas ideias estão sujeitas a um processo complexo de aprimoramento e testes contínuos. :)

Se você curtiu este post, aproveite a visita ao nosso blog e não deixe de ler também:

5 conceitos de robôs que vão deixar você de boca aberta

As 7 maiores empresas de robótica do Japão

Millennials que estão mudando o mundo

Tecnologia é na People!

Comece o ano com tudo! Seja um aluno People! Conheça nossos cursos e esteja à frente das inovações do futuro!

COMENTÁRIOS

Seja o primeiro a deixar um comentário

Mais Vistas

©People. Todos os direitos reservados.
Avenida Bady Bassit, 4960 São José do Rio Preto - SP   |   (17) 3214-8699
©People. Todos os direitos reservados.
Avenida Bady Bassit, 4960 São José do Rio Preto - SP   |   (17) 3214-8699
©People. Todos os direitos reservados.
Avenida Bady Bassit, 4960 São José do Rio Preto - SP   |   (17) 3214-8699
Move Edu
Move Edu